Destino – Peru

O Peru é um país sul-americano banhado pelo Oceano Pacífico e que faz fronteira com o  Equador, Colômbia, Brasil,  Bolívia e Chile.  O território peruano abrigou a civilização de Caral, uma das mais antigas do mundo, bem como o império Inca, considerado o maior Estado da América pré-colombiana. O seu território foi elevado a vice-reinado pelo Império Espanhol, no século XVI.

Peru

O Peru é uma república presidencialista democrática dividida em 25 regiões. A sua geografia é variada, exibindo desde planícies áridas na costa do Pacífico, aos picos nevados dos Andes, e à floresta amazônica, característica que proporciona a este país diversos recursos naturais e um clima variado. As principais atividades econômicas incluem a agricultura, a pesca, a exploração mineral e a manufatura de produtos têxteis.

A população peruana, estimada em 28 milhões, é de origem multiétnica e possui um alto grau de mestiçagem, incluindo ameríndios, europeus, africanos e asiáticos.

O idioma oficial é o espanhol, ainda que um número significativo de peruanos fale quechua e outras línguas nativas. A mistura de tradições culturais produziu uma diversidade de expressões nas artes, na culinária, na literatura e na música.

Machu Picchu - PeruOs dos melhores passeios no Peru são sem dúvida a sua paisagem estonteante de lagos e montanhas e a sua história: como lar de várias civilizações pré-colombianas o Peru conta com ruínas muito bem preservadas e abertas ao público, sendo a mais famosa delas Machu Picchu, a cidade escondida nas montanhas descoberta em 1911. Outras dicas de lugares importantes são o Lago Titicaca e suas ilhas, o vale de Colca, a cidade colonial de Arequipa, bem como o deserto sul onde se encontram as famosas linhas de Nazca, a região vinicola de Ica e a reserva marinha de Paracas. No norte, as civilizaçãos deixaram heranças importantes testemunhos como os túmulos do Senhor de Sipan e da senhora de Cao, bem como o Templo da lua e a cidade de barro de Chan-chan.

Machu Picchu

Peru conta com ruínas pré-colombianas muito bem preservadas e abertas ao público. A mais famosa – hoje umas das novas 7 maravilhas do mundo – é Machu Picchu. Conhecida como “a cidade perdida dos Incas”, ficou escondida na selva por mais de 400 anos até ser encontrada por Hiram Bingham em 1911. É uma verdadeira obra de arte, a sintonia perfeita entre o trabalho do homem e a natureza.

Arqueólogos do mundo inteiro tentam decifrar seus enigmas. Acredita-se que ela teria sido descartada 50 ou 60 anos antes da chegada dos conquistadores espanhóis ao Peru e de que estes jamais a teriam conhecido. Como os espanhóis eram bem abastecidos de informantes, supõe-se que a cidade era um segredo até para os próprios incas, com acesso restrito a uma elite de governantes e sacerdotes. A quantidade de templos e espaços sagrados sugere que Machu Picchu era mesmo um importante centro religioso. Uma cidade gigante para os padrões da época, espalhada por 90 mil metros quadrados e que abrigava templos, casas, praças, observatórios e terraços para a agricultura. Também não faltam evidências de que seria um grande observatório celeste, já que essa combinação entre religião e astronomia é a base de toda a arquitetura inca. Como a grande maioria das ossadas encontradas no local era de mulheres, alguns acreditam que Machu Picchu era a morada das Virgens do Sol; uma espécie de universidade, um grande laboratório não só de astronomia, mas de engenharia e agricultura. A ausência de objetos de valor, como peças de ouro, prata e pedras preciosas é o principal indício de que Machu Picchu foi abandonada inteiramente por seus habitantes. Só ficaram para trás objetos de cerâmica, ferramentas e restos de um aqueduto, sinal de que a cidade talvez ainda estivesse inacabada quando sua população a abandonou. O porquê disso, no entanto, ninguém sabe. Existem três hipóteses para explicar o abandono: uma epidemia, uma invasão das tribos da floresta, com as quais os incas viviam em guerra, ou uma rebelião contra as autoridades do Cusco, castigada com pena de morte para toda a população do Machu Picchu.

Machu Picchu - Peru

Com tudo isso, só não dá para chamar Machu Picchu de um “conjunto de ruínas”, como geralmente acontece. Machu Picchu está viva. E ela fala com seus visitantes. O que quero dizer é que sua atmosfera, carregada de paz e de poder, mantém intacta a majestade da civilização inca, o maior império das Américas antes da chegada dos colonizadores europeus. Nem os terremotos nem os espanhóis conseguiram derrubar suas muralhas de pedra, ou o orgulho e o amor com que os descendentes dos incas guardam suas tradições, entre elas a adoração do sol, da lua, das estrelas, do trovão, do arco-íris, dos rios e das montanhas. É dessa reverência que as pedras de Machu Picchu falam, para quem quiser ouvir.


 

República do Peru

Idioma Espanhol
Capital Lima
Governo República
População (censo 2007) 28 674 757 hab.
Cidade mais populosa Lima
 
Área total 1 285 220 km²
PIB US$ 170,089 bilhões
IDH 0,723 (63.º) – elevado
Moeda Novo sol (pen)
Fuso Horário (UTC-5)
Código Internet .pe
Código Telefônico +51

 

Banner para Gold Trip