Viaje Comigo

Destino Santiago

Localizada em um vale vigiado pelos mais altos picos da Cordilheira dos Andes, a bela capital do Chile é uma caixa de surpresas. Em suas ruas e bairros convive a identidade do globalizado século XXI com as tradições locais. Você encontrará desde pequenos cafés com WiFi, lojas de desenho, boas livrarias e lojas de artesanato fino, até grandes centros comerciais ou extensas quadras com lojas de marcas de luxo. Localizada a 100 quilômetros do litoral e a 567 metros acima do nível do mar, é uma cidade plana. No entanto, possui diversos morros em seu entorno que servem como mirantes. Outro ponto positivo são os seus parques, que oferecem várias opções de passeios. O Mercado Central oferece uma bela arquitetura e muitos restaurantes de comida típica chilena, principalmente frutos do mar. O bairro boêmio é BellavistaProvidencia e Las Condes também oferecem boas opções de diversão noturna e compras. Santiago é também ponto de partida para conhecer Valparaíso e Viña del Mar, na costa pacífica e a apenas uma hora de carro.

Vinadelmar - Santiago

A união entre a Cordilheira dos Andes e a costa abriga pequenos povoados, quebradas e vales. Para visitar paisagens de cordilheira, o “Cajón del Maipo” é a melhor alternativa. Também há atividades culturais perto de Rancagua, onde a mais importante é o acampamento mineiro de Sewell, declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO. Em Santa Cruz, as tradições campesinas ainda estão presentes e é comum ver seus habitantes com as roupas típicas chilenas. No colorido povoado de Pomaire, você poderá saborear suas típicas empanadas. Para conhecer as melhores pistas de esqui da América do Sul, viaje uns 40 quilômetros ao leste do centro de Santiago; logo surgirão frente aos seus olhos os mais famosos centros de montanha como FarellonesEl ColoradoLa Parva e Valle Nevado. Já o centro Portillo, está localizado no caminho para a Argentina, a apenas 164 quilômetros de Santiago.

Sem dúvida, a imagem que se tem de Santiago é de que se trata de um destino turístico para o inverno. Mas é um ótimo destino com qualquer clima, apesar das estações de esqui monopolizarem a cabeça do visitante brasileiro quando se pensa na cidade, há inúmeras outras coisas a se fazer dentro da capital e até em seus arredores durante o Verão: desde visitar vinhedos seculares, piscinas térmicas nos Andes ou o Cajon (Cânion) de Maipo até passeios por museus, parques e pelo Mercado Central.

A cidade é sede do Poder Executivo do Chile, localizado mais precisamente no Palácio de La Moneda, centro da cidade.

É na região central que se concentra a maioria dos lugares a serem visitados pelo turista. O rio Mapocho e a avenida Libertador O’Higgins, conhecida também como alameda, são as duas artérias paralelas que devem orientar o visitante. A maior parte das atrações pode ser acessada por metrô. São quatro linhas com pontos de baldeação, além da possibilidade de integração com ônibus. Para isso, é preciso comprar um cartão nas estações e carregar uma quantia mínima. Uma vez usado o cartão, o usuário tem um determinado tempo livre para realizar a integração com os ônibus.

Santiago Santiago possui também três tipos de táxis: os tradicionais, os coletivos e os radiotáxis. Os tradicionais são identificados pelas cores amarelo e preto e têm taxímetro, apesar de existir o costume de se combinar o preço antes da corrida. Peça para usar o medidor. Os coletivos têm preços parecidos com os dos ônibus e podem variar de acordo com o trajeto que o passageiro vai fazer. Trata-se de uma opção econômica e rápida. E há a opção do radiotáxi, mais seguro, porém mais caro e com tarifas pré-estabelecidas. Mas a dica é escolher uma região do centro e realizar os trajetos a pé: é assim que se conhece melhor a cidade e as características de seu povo.

Sem dúvida, há a preocupação da população em tratar bem o turista – talvez mais que em outras capitais da América do Sul. De forma geral, os brasileiros são queridos. E não se assuste caso um carro pare na faixa de pedestre para você passar ou caso você recupere um objeto esquecido em algum lugar.

A capital do Chile, que está a 567 metros acima do nível do mar e a 100 km do litoral, é plana. No entanto, possui diversos morros em seu entorno que servem como mirantes. Outro ponto positivo da cidade são os seus parques, bastante freqüentados pela população e com várias opções de lazer.

Na região do Mercado Central, há uma bela arquitetura e muitos restaurantes que servem comida típica chilena, principalmente frutos do mar. A Bella Vista é a parte boêmia. Providência e Las Condes também têm uma boa rede de diversão noturna. Borde Rio é uma boa região gastronômica. É ali também que ficam os principais shoppings da cidade.

Por ser o centro cultural e economico do país, Santiago é parada obrigatória para todos os vôos com destino ao Chile. Por isto, não se desepere em conhece-la de uma só vez. Descubra Santiago aos poucos através de várias viagens. Voce não irá se arrepender!

 

Banner para Gold Trip